Home Colunistas Eleições 2018 – A Renovação no Senado pelo Estado do Espírito Santo

Eleições 2018 – A Renovação no Senado pelo Estado do Espírito Santo

4 min read
Comentários desativados em Eleições 2018 – A Renovação no Senado pelo Estado do Espírito Santo
0
91

Estamos inseridos em um contexto – vamos assim dizer – inédito em nosso país. São diversas as pessoas que estão no entrave de escolher entre “o ruim e o pior”. Triste realidade que assola o nosso território e que traz uma ameaça a nossa democracia, nosso legado de direitos sociais e inclusão. Frente a todo esse processo, no último dia sete de outubro, o estado do Espírito Santo saiu na frente e fez reinar sobre os seus um governante para o senado de forma também inédita.

Fabiano Contarato foi eleito pelo partido REDE com 1.117.039 votos, o primeiro para duas vagas no senado pelo estado do Espírito Santo. O que ninguém sabe é que esse marco foi de suma importância para a expressão da vontade popular que abrem os olhos e gritam: “os velhos, nunca mais”. São muitas as pessoas que querem a renovação política e ela, aos poucos, vai se consumando e trazendo para o cenário nacional personalidades que podem agregar e ajudar no desenvolvimento dessa nova geração.

Contarato, delegado da Polícia Civil pelo estado do ES, professor universitário, homossexual assumido, casado e pai, não teve medo de se expor e mostrar que sim, é possível renovar. É possível tirar as velhas raposas e sanguessugas! O mesmo usou um diálogo de ideias progressistas como também ideias conservadoras; deixou bem claro toda a sua vida e defendeu a todo momento a questão do significado familiar e o sistema para segurança pública. Foi a sua primeira disputa e derrotou o ancião Magno Malta (PR) o qual é conhecido por ter discursos homofóbicos e por apoiar o candidato Jair Bolsonaro no primeiro turno, o que não o ajudou muito bem na angariação dos votos.

Dessa forma, Fabiano, formado em direito pela Universidade de Vila Velha, professor e delegado da Polícia Civil, especialista em impactos de violência na Escola pela Fiocruz faz jus e ingressa como uma pessoa disposta a renovar o Congresso Nacional e a trazer uma confiança de que a democracia, sim, deverá ser valorizada, sempre. O estado do Espírito Santo sai na frente e dá uma lição aos demais estados em que a velha política dos antigos coronéis ainda impera. Avancemos juntos e façamos sempre do nosso voto uma forma de renovação por melhorias, inclusão e por todas as formas de amor.

Por Mateus Mozart Dórea – Filósofo por formação – Graduando em Direito pela Universidade Católica do Salvador.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Mateus Mozart Dórea
Carregar mais em Colunistas
Comentários fechado.

Vejam também

Brasil Sem Médicos

Na época em que a presidente Dilma Roussef apresentou o programa Mais Médicos que traria m…