Home Colunistas O Dia Mais Feliz da Minha Vida

O Dia Mais Feliz da Minha Vida

4 min read
Comentários desativados em O Dia Mais Feliz da Minha Vida
0
20

Lembro muito bem do dia que comecei a ler e escrever. Foi o dia mais memorável para mim e que meu consciente trás a tona. Que dia fantástico! Cheguei em casa tão feliz para mostrar aos meus pais o prêmio que tinha recebido para toda a minha vida. Eu e milhares de pessoas, naquele dia, com certeza, receberam e tantos outros que ao passar do dia e anos também receberam esse renomado presente: saber ler e escrever.

E não foi fácil. Tenho em minha memória as várias caligrafias, ditados, correções gramaticais da sintaxe à morfossintaxe… professores da rede pública nota 10 que confesso, estão escassos nos nossos dias até mesmo nas escolas particulares. Em um país que o alto índice de analfabetismo é gritante, valorizar o professor, o mestre que tem por obrigação nos ensinar o labor do intelecto por diversos meios técnicos – é de suma importância. Estamos no Brasil que tendo a região nordeste detentora desse alto índice, cortar verbas para a pesquisa científica e extensão é um mero murro nos rostos dos que precisarão de uma resposta científica das universidades públicas que por maioria dedicam-se mais à ciência.

Ontem indo para a aula, em um transporte público, vi duas crianças com sua mãe sentadas e pela janela do ônibus faziam a leitura em alto tom de tudo o que viam na rua. Que belo! Bela expressão da primaz liberdade: a do pensar, ler e escrever. Quantas vezes é preciso lembrar que a educação é o sustentáculo de uma nação que deseja ser desenvolvida? Quantas vezes devemos lembrar que a educação primeira deverá vir do seio familiar?

Com tudo isso, meu amigos, valorizemos os estudos, a pesquisa e a extensão, pilares de qualquer Universidade física (acadêmica) como também a universidade da inteligência humana. Valorizemos os mestres! Nesse ano é preciso elegermos pessoas comprometidas com essa base. Que tenham planos para uma educação acessível, integradora e eficaz, pois, conhecimento é algo que nada e ninguém retirará de nós.

Por Mateus Mozart Dórea – Filósofo pelo destino – Graduando em Direito pela Universidade Católica do Salvador

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Mateus Mozart Dórea
Carregar mais em Colunistas
Comentários fechado.

Vejam também

Eleições 2018 – A Renovação no Senado pelo Estado do Espírito Santo

Estamos inseridos em um contexto – vamos assim dizer – inédito em nosso país. São diversas…