Home Notícias Prefeitura apreende sucatas na Suburbana para limpar vias e combater Aedes aegypti

Prefeitura apreende sucatas na Suburbana para limpar vias e combater Aedes aegypti

4 min read
Comentários desativados em Prefeitura apreende sucatas na Suburbana para limpar vias e combater Aedes aegypti
0
102

A Prefeitura de Salvador, através da Secretaria de Ordem Pública (Semop), realizou nesta terça-feira (17) uma operação para remoção de sucatas de veículos na região da Avenida Afrânio Peixoto (Suburbana). O motivo da ação, realizada periodicamente em outros lugares da cidade, é combater focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti e liberar espaço nas vias públicas para transeuntes e veículos.

“Esse trabalho serve para proteger a estética da cidade, além de sanar um problema de saúde pública, pois as sucatas acumulam água e atraem mosquitos da dengue, ratos e animais peçonhentos. Também serve para deixar a calçada livre”, explica o chefe do Setor de Proteção à Estética da Cidade (Sepec) da Semop, Roberto Guerreiro, que comandou a operação.

Uma equipe com 19 agentes do Sepec retirou 68 sucatas – algumas são carros inteiros, outras apenas pedaços – durante a manhã e a tarde, no trecho que vai da Baixa do Fiscal até a entrada do bairro de Itacaranha. Segundo Roberto Guerreiro, a escolha do local para a operação foi motivada pelo alto índice de abandono de veículos na região.

 “A Suburbana é o local onde há maior foco de abandono de sucatas, então resolvemos começar o ano estruturando essa região. No entorno, há várias oficinas e esse fator também favorece o descarte dos veículos por ali”, justifica Guerreiro. Em 2016, o Sepec apreendeu 560 sucatas na Suburbana. Em toda a cidade, foram 1.492 sucatas no ano passado.

Quem tiver alguma sucata apreendida por engano, ainda pode reaver o material. Para isso, é necessário ir ao depósito do Sepec, localizado na sede da Guarda Municipal, na Avenida San Martin. O prazo é de 60 dias, após este período as sucatas são doadas ou leiloadas. Ainda é preciso pagar uma multa de R$ 800. Já quem quiser denunciar alguma sucata em via pública, pode ligar para 156.

População comemora
Quem mora ou trabalha na Suburbana aprovou a operação do Sepec. “Muito boa essa ação, porque acaba com a dengue. Aqui tem muita muriçoca, muito rato”, afirma a marisqueira Maria dos Santos, 52 anos, que mora ao lado de oficinas que expõem sucatas na calçada.

A estudante Andreza Chamusca, 16, também comentou sobre a doença. “Costuma ter muita dengue por aqui, fica acumulando água nessas latas velhas”, reclama. Já a comerciária Vanessa Souza, 22, se incomoda com a mobilidade da via. “(As sucatas) ficam no meio da rua, atrapalhando a passagem. Acho ótimo que venham aqui tirar”, diz.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Redação
Carregar mais em Notícias
Comentários fechado.

Vejam também

Clubes de remo de Salvador recebem barcos da Sudesb

Clubes de remo de Salvador receberam, neste domingo, 25, quatro barcos lambaris, nome atri…