Home Colunistas A Gamboa Grita por Socorro

A Gamboa Grita por Socorro

7 min read
Comentários desativados em A Gamboa Grita por Socorro
0
154
Local do deslizamento - um ano sem resposta dos governantes e vidas em risco

Comunidade costeira à Baía de Todos os Santos, a Gamboa há um ano sofre as consequências de um desmoronamento. Pescadores, crianças, famílias de bem cresceram e vivem nessa comunidade que muito contribui para o desenvolvimento econômico e turístico da nossa cidade. O que há de diferente na Gamboa? É uma pergunta que fiz ao chegar na comunidade. Essa pergunta surgiu pelo abandono das autoridades públicas que vedam os olhos a um bairro que sim, faz parte da nossa cidade e grita por socorro.

 

Foi no inverno de 2019, nas altas chuvas de junho e julho que um deslizamento aconteceu levando diversas famílias ao desabrigo. Ao chegar e ver de perto pode-se notar o risco de mais um desmoronamento que pode ceifar vidas de pessoas que esperam por uma atenção dos governantes que já deveriam ter feito uma contenção e solucionado a preocupação de mãe e pais de família que além da pandemia, tem o medo de falecer soterrados.

O deslizamento que fez um ano ameaça a vida de diversas famílias que moram na comunidade
Mateus olhando o quanto está perigoso tal situação

Gleide Santos moradora da Gamboa me recebeu e mostrou toda a situação. Um suposto vazamento da manilha da Embasa pode ter contribuído juntamente com as chuvas para que o deslizamento ocorresse. A Embasa foi, fez um paliativo, mas nada após um ano foi feito além de colocar um plástico preto que já está até se decompondo por conta do tempo e a construção de uma escada de madeira. O desmoronamento ocorreu na madrugada, na chuva, aos choros de crianças e gritos de mães desesperadas. Foi uma perda total de casa e bens materiais.

 

De lá para cá, as duas famílias mais atingidas só foram assistidas com o aluguel social no próprio bairro.   Do jeito que o deslizamento ocorreu ainda se encontra a situação delicada na Gamboa. Os moradores já entraram em contato com os órgãos públicos e o impasse de sempre é notório. Ninguém, absolutamente ninguém olha pelo bairro da Gamboa. Por que esse abandono?

Moradora Gleide e ao fundo da foto, o ambiente de preocupação

 

Quando se pergunta pela assistência dada aos órgãos públicos nessa questão de pandemia, os moradores expressam que até o momento não foram assistidos. Se não fossem as entidades e movimentos sociais como também uma parceria da UFBA para instalação de um dispenser de água para lavar as mãos, a comunidade não sabe como estaria. A Gamboa precisa de muita atenção. É uma comunidade pesqueira que muitas vezes os governantes comem da pesca oriunda desses trabalhadores e nem sabem.

A UFBA em parceria com a comunidade instalou esse lavatório para as mãos

 

Outra moradora e integrante da Associação de Moradores da Gamboa, Luciene Rosa de Jesus, fala que a sensação que a mesma tem é de um abandono total, um nada perante o poder público. Luciene frisa que vivem abandonados. Não é admissível uma comunidade secular, negra, pesqueira ser tratada assim. A sensação é de impotência, diz a moradora. Mas a resistência sobressai. Nós existimos, resistimos e lutamos por respeito. Luciene faz um apelo: Olhem pela gente, por favor!

Luciene clama por atenção e socorro para a comunidade secular e pesqueira.

 

Em contato com a CODESAL a mesma disse que esteve no local, realizou vistoria e encaminhamento a outro órgão responsável pois a mesma não realiza obras. A SEINFRA e a CONDER foram também contactadas, mas até o fechamento desta matéria os mesmos não atenderam para dar satisfação quanto ao andamento da contenção da encosta.

Moradoras olham com preocupação um deslizamento que já tem um ano sem resposta das autoridades competentes

Por Mateus Mozart Dórea – Filósofo pelo Destino – Graduando em Direito pela Universidade Católica do Salvador.
Carregar Mais Artigos Relacionados
  • Drive-In Para Quem?

    Há quem se fala que com a passagem da pandemia seremos outros. Com a chegada de uma doença…
  • O Anjo do Subúrbio – Associação Bom Samaritano

    Estamos imersos em uma pandemia e com ela a solidariedade surgiu de forma tão bela para co…
  • A Injustiça Brasileira

    Vivemos em tempos tão inseguros que assola vidas e a nossa democracia. Desde quando a pand…
Carregar Mais Por Mateus Mozart Dórea
  • Drive-In Para Quem?

    Há quem se fala que com a passagem da pandemia seremos outros. Com a chegada de uma doença…
  • O Anjo do Subúrbio – Associação Bom Samaritano

    Estamos imersos em uma pandemia e com ela a solidariedade surgiu de forma tão bela para co…
  • A Injustiça Brasileira

    Vivemos em tempos tão inseguros que assola vidas e a nossa democracia. Desde quando a pand…
Carregar mais em Colunistas
Comentários fechado.

Vejam também

Drive-In Para Quem?

Há quem se fala que com a passagem da pandemia seremos outros. Com a chegada de uma doença…