Home Notícias Codesal registra 233 ocorrências nas últimas 24h em Salvador

Codesal registra 233 ocorrências nas últimas 24h em Salvador

4 min read
Comentários desativados em Codesal registra 233 ocorrências nas últimas 24h em Salvador
0
84
Os ventos derrubaram 17 árvores e ameaçaram derrubar outras 52

Mirante de Periperi, Ilha dos Frades e Cosme de Farias foram os bairros mais castigados pela chuva nas últimas 24h. Nesta quinta-feira (6), a Defesa Civil de Salvador (Codesal) havia registrado 233 ocorrências até as 20h. A força da água arrebentou galerias, alagou ruas, derrubou árvores e deixou o trânsito complicado durante todo o dia.

Segundo o levantamento da Codesal, somente Mirante de Periperi, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, registrou 107,2 mm de chuva. Os meteorologistas afirmam que 50 mm já é considerado chuva forte. O bairro foi seguido por Ilha dos Frades (106 mm), Cosme de Farias (105,4 mm) e Periperi (105 mm). A média de Salvador é de 243,7 mm para o mês de junho.

Mau tempo deixou o mar agitado (Foto: Marina Silva/ CORREIO)

Pela manhã, o temporal foi tão forte que a galeria de drenagem que recebe a água da chuva no Imbuí rompeu. O incidente aconteceu na Avenida Jorge Amado, próximo à ligação com a Orla, e deu origem a um buraco. Um trecho da via foi interditado para reforma e a expectativa é de que seja liberada no sábado (8), se o tempo melhorar.

A orientação da Transalvador é para que nesse período os motoristas usem como opção de tráfego a Avenida Simon Bolívar para acessar a Avenida Jorge Amado pela Estrada do Curralinho.

Máquinas trabalham na Av. Jorge Amado (Foto: Divulgação)

Ocorrências
Os ventos fortes, que nesta quinta ultrapassaram os 50 km/h, derrubaram 17 árvores em Salvador e fizeram disparar o número de ocorrências de ameaça de quedas de árvore. Foram 52 até as 20h. Ele fez até surgir um tipo pouco comum de chamado: foram 8 casos de destelhamento.

Ameaça de desabamento foi a segunda mais comum, com 49 ocorrências, sendo seguida de deslizamento de terra (26), ameaça de deslizamento (23), alagamento de imóvel (20), desabamento parcial (6), desabamento de muro (5) e poste ameaçando cair (3). Foram realizadas 10 orientações técnicas, 4 avaliações de área e 3 de imóveis alagados.

Segundo os meteorologistas, o mau tempo está sendo provocado por uma frente fria que se deslocou do Sudeste do país para o litoral baiano. A previsão é que a chuva persista até terça-feira (11). Desta quinta até segunda, a probabilidade diária é de 80%. No domingo e na sexta-feira, que tem os maiores percentuais previstos, o índice chega a 90%.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Notícias
Comentários fechado.

Vejam também

MAB recebe debate sobre feminismo negro

Uma mesa de reflexões será realizada no Museu de Arte da Bahia (MAB), no próximo dia 24 (q…