Home Esportes Esporte Clube Bahia Diretor do Bahia fala sobre Time B no Baiano, contratações e proposta por Edigar Junio

Diretor do Bahia fala sobre Time B no Baiano, contratações e proposta por Edigar Junio

10 min read
Comentários desativados em Diretor do Bahia fala sobre Time B no Baiano, contratações e proposta por Edigar Junio
0
27

Na tarde desta sexta-feira (4), o diretor de futebol do Bahia, Diego Cerri, foi até a sala de imprensa do fazendão para apresentar oficialmente o meia Guilherme, um dos novos reforços anunciados pelo clube. Após a apresentação, o dirigente concedeu entrevista coletiva e respondeu sobre diversos assuntos que tem deixado os torcedores bastante curiosos. Confira as principais respostas do diretor.

Planejamento de times A e B para disputa do Nordestão e Baiano e chegada do lateral-esquerdo Caíque, do São Paulo

“A gente adotou a estratégia de continuar o projeto de time B , que tínhamos o ano passado. Nós vamos desenvolver em paralelo a equipe B e a equipe A. Já começamos a desenvolver, hoje tivemos a oportunidade de observar um pouco o treino, uma equipe vai estar trabalhando no campo, junto com Cláudio Prates, que vai dirigir como treinador dessa equipe B, e no outro campo vai estar o Enderson Moreira com a equipe A. Os atletas da equipe B, em sua maioria, são atletas que participaram do projeto do Sub-23 do ano passado, com mais uma ou outra contratação pontual, como por exemplo o Caíque, que é um lateral que joga também na frente, que está vindo do São Paulo para participar do Campeonato Baiano, ir ganhando espaço aos poucos, num empréstimo de seis meses, quase que totalmente custeado pelo São Paulo, com opção de compra do Bahia. Então são jovens atletas que nós estamos trabalhando para que a gente tenha casos como foi o do Ramires que teve uma aceleração na carreira e acabou, por mérito dele, se consolidando indiscutivelmente como a nova revelação aqui do Bahia”.

Como se dará a formação da equipe B

“Aproveite para explicar que o Campeonato Baiano, esse time B vai servir de suporte para duas coisas: primeiro, dar oportunidade para os atletas de disputar um campeonato profissional, não exclusivamente os atletas da equipe B, mas mesclado com atletas da equipe A também, mostrar o seu valor e, aos poucos, podem chegar à equipe A e ganhar espaço. Claro que virtualmente alguns não vão conseguir esse espaço, vão continuar na equipe e disputar campeonatos da categoria sub-23, ou até podem ser emprestados para outras equipes dentro do Brasil, do exterior, para ganhar experiência e talvez voltar ao Bahia no futuro próximo”.

Meia Jean Mota, do Santos, próximo de acerto

“Realmente nós fizemos uma proposta de empréstimo junto ao Santos, conversamos com a direção do Santos, com presidente… Ainda faltam alguns detalhes, ele é jogador do Santos e nós temos que respeitar. O Bahia tem sido muito correto nas abordagens, mas a conversa fluiu muito bem. O atleta tem interesse em vir, acho que é por isso que a esposa dele postou algumas coisas, porque a negociação está em curso. Agora depende ainda de alguns detalhes. Como ela (negociação) se tornou pública, então estou adiantando que, de fato, nós temos interesse em trazer ele. Está dependendo agora da liberação do Santos”.

Proposta de um clube japonês por Edigar Junio

“O Edigar Junio ainda não foi para o futebol japonês. Mas aqui eu quero também ser muito claro e transparente com vocês. O Edigar Junior, primeiro, é um dos atletas mais antigos do elenco, foi peça fundamental nos três anos que esteve aqui, muito correto muito comprometido com o clube… É um atleta que está indo para 28 anos e com ambições pessoais. Fez um apelo, a nós do clube, de que é um momento muito importante da carreira e da vida pessoal dele, que ele queria ter essa oportunidade, pensando na família dele, enfim… Por isso nós estamos considerando uma eventual ida dele, que tem uma proposta realmente do Japão, e nós estamos considerando isso. É um jogador que nós gostamos muito, tanto na questão do desempenho dele como também do Edigar como pessoa, e talvez até por isso estejamos considerando uma situação que é difícil para nós, mas estamos levando em consideração a cabeça dele também e tudo que ele fez para o clube nesses três anos”.

Com a possível saída de Edigar, o clube pensa em contratar mais um centroavante?

“O Edigar não é exatamente um centroavante, nem chegou ao Bahia como centroavante, mas atuou tanto de lado como depois como centroavante, caso semelhante ao do Guilherme. O que a gente tem hoje no elenco, caso venha se concretizar a saída do Edigar, a gente tem Gilberto e o Brumado que são centroavantes, e tem o Geovane Itinga também. E aí a gente tem o próprio Guilherme, que é um atacante, mas que variou em outras posições que é um “9” mais técnico, tem o próprio Rogério que já atuou por ali também, que joga pela ponta, joga por dentro… Então, caso a gente venha contratar mais um, a gente vai avaliar direitinho, talvez até esperar um pouco, ver como é que a coisa se desenvolve no campo, porque a teoria é muito bonita, mas tem que ver no campo”.

Sobre a lateral-esquerda e as especulações sobre os nomes de Moisés e Juninho Capixaba

“Olha, a gente fez um levantamento de todos os atletas dessa posição, sondando a viabilidade, conversando, e não fechamos ainda nenhum atleta. Não porque não tenha aparecido nenhuma oportunidade, é porque realmente nós estamos tentando escolher uma característica que a gente acha melhor para o clube. Sabemos que não podemos demorar muito, mas também estamos querendo ganhar um prazozinho para trazer um atleta que a gente deseja”.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Esporte Clube Bahia
Comentários fechado.

Vejam também

Publicitário Duda Mendonça sofre colapso na Assembléia Legislativa

O publicitário Duda Mendonça sofreu um desmaio ao comparecer à solenidade de entrega da co…