Home Destaque do Dia Edição de 2019 do São João da capital baiana registra número reduzido de ocorrências

Edição de 2019 do São João da capital baiana registra número reduzido de ocorrências

3 min read
Comentários desativados em Edição de 2019 do São João da capital baiana registra número reduzido de ocorrências
0
45

As forças de segurança estão bastante satisfeitas com os números do São João 2019 na capital baiana. Mesmo com um grande público dividido entre o Pelourinho, Paripe e Periperi, a quantidade de ocorrências foi reduzida.

“Não houve nenhuma ocorrência grave. A maioria dos registros foi de pessoas passando mal por causa das aglomerações e do abuso de bebidas alcoólicas. No Pelourinho, não observamos brigas e contamos com 150 policiais militares por noite, sendo que alguns estavam à paisana. Trabalhamos em conjunto com os bombeiros e a Polícia Civil e conseguimos esse resultado exitoso”, ressaltou o Tenente Coronel Arnaldo Neto, comandante do 18º Batalhão da Polícia Militar (BPM). Houve abordagens itinerantes e fixas para garantir uma maior segurança.

Como houve queixas de muitos furtos, o Tenente informou que sentará com os órgãos responsáveis pela festa para analisar as informações e estudar melhorias para serem aplicadas na edição de 2020. A descentralização das grandes atrações será um dos pontos avaliados.

O Capitão Leandro Vialto, subcomandante do 1º Grupamento de Bombeiros Militares, também destacou o balanço positivo da festa, que, segundo ele, foi mais tranquila, mesmo com um público maior. “Nossa operação começou no dia 19, em Periperi com a apresentação das quadrilhas, e terminou nesta segunda-feira (24). Chegamos a ter 110 bombeiros trabalhando por dia, focados em primeiros socorros”, citou Vialto.

De acordo com o Capitão, os bombeiros contabilizaram mais ocorrências ligadas a desmaios, embriaguez e traumas com ferimentos. Quando houve necessidade, as vítimas eram encaminhadas aos hospitais ao invés dos postos de saúde instalados nas áreas das festas. O fato de o público da capital baiana não ter tradição de utilizar fogos pesados faz com que praticamente não haja casos de queimados.

“Do ponto de vista dos bombeiros, consideramos a festa segura. Iremos elaborar um relatório crítico e enviar para o Centro de Gestão Estratégica, que irá depurar o compilado de informações e ver o que pode ser melhor”, explicou Vialto.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Destaque do Dia
Comentários fechado.

Vejam também

Obras da nova sede da Prefeitura-bairro Cajazeiras foram vistoriadas nesta terça

Detalhes das obras da nova sede da Prefeitura-bairro Cajazeiras foram vistoriados pelo sec…