Home Destaque do Dia Moradores acusam facção ‘Bonde do Maluco’ de torturar e matar jovem no Parque das Bromélias

Moradores acusam facção ‘Bonde do Maluco’ de torturar e matar jovem no Parque das Bromélias

5 min read
0
0
0

A facção criminosa Bonde do Maluco (BDM), responsável pelo tráfico de drogas e crimes bárbaros em todo país é apontada por moradores como responsável por torturar e matar jovem no Parque das Bromélias, localidade de São Cristóvão, em Salvador.  O corpo do jovem Jonas Ribeiro dos Santos, 17 anos, foi encontrado no sábado (05) dentro do porta-malas de um carro, a poucos metros da casa onde residia.

Alguns familiares da vítima, que já suspeitavam da ação do BDM, concederam entrevista ao jornal Correio e descreveram as condições em que o corpo foi encontrado.

“Deixaram três dedos, deram muitas facadas nele, além de tiros. Foi uma covardia enorme o que fizeram com o menino. Um garoto querido, que não fazia mal a ninguém, absolutamente ninguém. Hoje, uma família, um bairro inteiro chora essa perda”, lamentou o rapaz, que preferiu não se identificar.

Um outro membro da família, que também não revelou a identidade, falou sobre os casos de criminalidade que ocorrem com frequência naquela região.

“Aquele Parque das Bromélias é um lugar macabro. Lá é comum encontrar corpos enterrados em cemitérios clandestinos. E possivelmente só largaram o corpo dele lá [no carro] por causa da procura, que se tornou pública”, completou o parente.

O adolescente foi sepultado na tarde desta terça-feira (08), no cemitério Municipal de Itapuã. Sob forte comoção, familiares e amigos vestiam branco. A mãe,a dona de casa Tânia Maria Ataíde dos Santos, 52, e o pai, o pedreiro Djalma de Sena Santos, 52, permaneceram inconsoláveis durante a uma hora que o caçula foi velado.

Cerca de duzentas pessoas, entre amigos e membros da família, participam do sepultamento. A estudante Taíse Mendes, 18 anos, contou que Jonas era querido por todos.  “Era um menino do bem, nossa alegria na escola e em todos os lugares onde ele estava. Estamos profundamente tristes com esse absurdo, essa covardia que fizeram com ele”, contou a menina ao Correio.

O adolescente saiu de casa na tarde de sábado (15) para o aniversário de um amigo em Itapuã. Ele saiu do local por volta de 22h. Às 22h30, chegou a falar com uma das irmãs e avisou que já estava no ônibus, a caminho de casa, no bairro de São Cristóvão.

Pouco depois, o jovem foi assassinado. O corpo, encontrado já em estado de decomposição na localidade Planeta dos Macacos, a um quarteirão da casa da família, foi identificado por meio das impressões digitais. Yasmin Ataíde, a irmã mais velha, foi a última pessoa a ouvir a voz do adolescente.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Destaque do Dia
Comentários fechado.

Vejam também

Resíduo eletrônico pode ser trocado por desconto na conta de luz, diz Coelba

O projeto Vale Luz da Coelba, que concede descontos na fatura de energia em troca de mater…