Home Colunistas O que Levar de 2020 e o que Esperar de 2021?

O que Levar de 2020 e o que Esperar de 2021?

4 min read
Comentários desativados em O que Levar de 2020 e o que Esperar de 2021?
0
104

Há de se falar que o ano de 2020 foi o pior ano das nossas gerações. No início, tudo fluiu tão perfeito. A inflação sob controle e há quem fale que os postos de trabalho já estariam retornando ao gás que há muito tempo não alcançava. Doce ilusão. O mês de março foi o grande divisor de águas e com ele trouxe o anúncio perante a Organização Mundial da Saúde para o alerta de que o mundo estaria entrando em uma pandemia – doença sem controle que afetaria todo o Planeta Terra.

Vivemos dias de angústia, medo, perdas e tantas dores. Aliás, ainda estamos vivenciando a ressaca de tudo isso, porém, sem previsão de término. A maior dor é não saber quando viveremos o verdadeiro 2020 uma vez que 2021 já se aproxima. Sim, não vivemos 2020 e até mesmo as datas de aniversário, as quais ficamos mais velhos, não deveriam ser contadas neste ano. O uso de máscara, álcool em gel, e o distanciamento social foram outros desafios como também a quarentena inicial que deixou toda a população em um retiro tão temeroso. A falta de educação em si já desacredita na mudança da sociedade como um todo, uma vez que, nem as mortes são respeitadas.

O ano de 2020 foi de superação e de testagem. Devemos levar dele os ensinamentos em que há muitos já nos ensinam e não levamos a sério: que ninguém é eterno, que classe social não salva ninguém, que somos mortais e nada mais. O covid-19 só reafirma que o ser humano é um nada. Que as potências são um nada. Que as Nações devem se respeitar e perceber que sem o respeito e os cuidados, nada somos. Sabe por quê? Porque todos se ajoelharam a um vírus letal não por reverência, mas por saberem, de fato, que não são nada.

Respiremos fundo e aspiremos dias de saúde e esperança para com 2021. Que ao passarmos por toda essa turbulência, possamos compreender todos os ensinamentos. Compreender, pois, ainda não temos o que comemorar uma vez tendo 191 mil famílias chorando pela perda dos seus entes queridos em todo o nosso país. Que 2021 traga o que os demais anos não trouxeram: a sensibilidade, a mudança de atitudes e o maior de todos: a educação.

Por Mateus Mozart Dórea – Filósofo pelo Destino – Graduando em Direito pela Universidade Católica do Salvador.

Carregar Mais Artigos Relacionados
  • Mulheres, Cadê Vocês?

    As mulheres em Salvador, segundo o TSE, correspondem a 56% do eleitorado. Em 2012 a cidade…
  • A Elegibilidade e a Inelegibilidade em uma Eleição

    Imersos em plena pandemia, mas com as campanhas adiadas, há de se falar de quem concorre n…
  • Drive-In Para Quem?

    Há quem se fala que com a passagem da pandemia seremos outros. Com a chegada de uma doença…
Carregar Mais Por Mateus Mozart Dórea
Carregar mais em Colunistas
Comentários fechado.

Vejam também

Mulheres, Cadê Vocês?

As mulheres em Salvador, segundo o TSE, correspondem a 56% do eleitorado. Em 2012 a cidade…