Home Colunistas O sínodo da Amazônia Incomoda Muita Gente

O sínodo da Amazônia Incomoda Muita Gente

5 min read
Comentários desativados em O sínodo da Amazônia Incomoda Muita Gente
0
138

Iniciou-se no último domingo, no Vaticano, o Sínodo da Amazônia. Um sínodo é uma reunião estratégica convocada pelo líder maior de uma religião – o Papa – para debater novos rumos e diretrizes para a atualidade em um determinado assunto específico. Ele – o Papa – escuta mais que fala. No último dia 06 de outubro, portanto, deu-se início ao Sínodo que vai debater os desafios de evangelização e preservação da Amazônia convocada pelo Papa Francisco.

Um dos pontos principais a serem debatidos nesse sínodo é o que toca a evangelização na Amazônia. Outros pontos são o fortalecimento da proteção ambiental, o fortalecimento da proteção dos povos das áreas amazônicas e a sua sobrevivência frente a preservação da fauna e da flora. Há desde muito antes da eleição presidencial no nosso país que a Igreja vem querendo analisar a situação desse povo. Entra em contradição quem diz que a própria convocou tal sínodo por conta partidária ou ideológica.

Foto: Andrés Vales/Fotos Públicas

Muitos são os favoráveis a essa reunião como também são muitos os inconformados com as atitudes que o Papa Francisco vem adotando para entender e sendo assim, chegar aonde a evangelização não consegue chegar. Um ponto em que acredito ser de tamanha importância e que será debatida é a ordenação de homens casados para que viabilize essa forma de catequizar os povos da Amazônia. Com o tema “Novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”, o fundamento então se resume na análise de três pontos: a atuação pastoral, a promoção da biodiversidade e a promoção dos povos indígenas.

Em suma, vale ressaltar que, não só aqui no Brasil como em algumas partes do mundo, grupos são contra o sínodo. Os conservadores dizem que a Igreja não pode opinar sobre a Amazônia. Defendem a “unhas e dentes” que, o Estado deverá ter a sua autonomia para discernir sobre os seus e sobre o seu território amazônico. Mas é contraditório, meus amigos. É contraditório uma vez que, a Igreja quer opinar no aborto, na ideologia de gênero, no casamento igualitário sexual e impõe seus dogmas como lei. Sendo assim justo, uma vez opinando, é plausível tal sínodo para o bem de um povo. É plausível a atitude do Papa Francisco que mais uma vez abre as portas da Basília de São Pedro, em especial o Vaticano, para escutar, somente escutar e discernir para o bem de todos sob anseios e clamores de pessoas que muitas vezes passam mais de dois anos sem terem a oportunidade de presenciar uma santa missa ou até mesmo “adular” um sacerdote para levar a extrema unção. Que venha a melhoria assistencial para o bem da Igreja e de todos! Viva o Sínodo da Amazônia!

Por Mateus Mozart Dórea – Filósofo pelo Destino – Graduando em Direito pela Universidade Católica do Salvador.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Mateus Mozart Dórea
Carregar mais em Colunistas
Comentários fechado.

Vejam também

ENTREVISTA – NACCI – 25 ANOS

Por Mateus Mozart Dórea – Filósofo pelo Destino – Graduando em Direito pela Un…