Home Notícias Prefeitura proíbe comercialização de bebidas em espaços públicos no Rio Vermelho e Itapuã

Prefeitura proíbe comercialização de bebidas em espaços públicos no Rio Vermelho e Itapuã

5 min read
Comentários desativados em Prefeitura proíbe comercialização de bebidas em espaços públicos no Rio Vermelho e Itapuã
0
20

Após a proibição do funcionamento dos bares e restaurantes do Rio Vermelho e Itapuã, em Salvador, a partir das 17h no último fim de semana, o prefeito ACM Neto, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 17, anunciou as novas medidas pensadas pela prefeitura e pela Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) para conter as aglomerações observadas nos bairros.

Agora, os estabelecimentos da região estão autorizados a abrir as portas das 12h às 0h de sexta a domingo. Outra medida tomada pela Prefeitura, veta o consumo e a comercialização de bebidas alcóolicas em espaços públicos. De acordo com o prefeito, os bares e restaurantes que burlarem os protocolos poderão ser autuados e caso o planejamento não apresente os resultados esperados, a proibição da abertura dos estabelecimentos pode voltar.

“São protocolos específicos para permitir o funcionamento dos bares e restaurantes no Rio Vermelho. Se não der resultado, no outro fim de semana fechamos tudo de novo e aí os bares e restaurantes precisarão decidir o caminho que querem. Querem o caminho da permissão de funcionamento? Nos ajudem. Nenhuma dessas decisões é fruto de meu desejo pessoal. Queria estar colhendo os frutos de todo o trabalho que fizemos em sete anos porém estamos em uma pandemia”, afirmou.

Com a abertura dos bares, algumas regras precisarão ser seguidas pelos estabelecimentos, como a proibição do consumo de bebidas e comidas nas áreas externas e internas dos bares e restaurantes sem que o cliente esteja sentado.

“A comercialização só pode acontecer se o cliente estiver na mesa. Não pode pegar a cerveja e tomar lá fora. As áreas externas deverão estar obrigatoriamente delimitadas para que fique claro as mesas e cadeiras que pertencem a aquele bar ou restaurante, não apenas para facilitar a fiscalização, mas para buscar responsabilização de possíveis descumprimentos”, disse Neto.

“Não haverá tolerância e haverá muita fiscalização. De sexta a domingo teremos efetivo máximo da Sedur, da Guarda Civil Municipal, da Semop, e com o apoio da Polícia Militar. O estabelecimento que não cumprir, terá o seu alvará suspenso por tempo indeterminado”, avisou.

Pressão e ameaças

Neto criticou ainda a postura de alguns empresários e representantes dos estabelecimentos, que promoveram manifestações de rua e virtuais conta as medidas. De acordo com o prefeito, o único canal aberto para o diálogo é o institucional e as decisões não serão tomadas sob pressão.

“Houve uma reação de empresários que parecem que não me conhecem. Não ajo sobre pressão ou ameaças. Se tiver que tomar medidas duras, vamos tomar. Sei que será assim o prefeito eleito Bruno Reis também. Conversei com os representantes da Abrasel, reafirmei que todo o diálogo com a prefeitura se dará pelo caminho institucional. Não será através de nota de imprensa, manifestações em rede ou manifestações de rua”, disse.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Redação
Carregar mais em Notícias
Comentários fechado.

Vejam também

Confira a programação especial de missas para o Natal das paroquias de Salvador

Para celebrar o nascimento do Menino Jesus, as paróquias de Salvador têm programação espec…