Home Destaque do Dia Representantes de entidades em defesa das crianças protestam em Salvador

Representantes de entidades em defesa das crianças protestam em Salvador

4 min read
Comentários desativados em Representantes de entidades em defesa das crianças protestam em Salvador
0
72

Um ato contra gestão do Fundo Municipal ocorre na manhã desta terça-feira, 9, na Praça Municipal, em frente a sede da Prefeitura de Salvador. No local estão dezenas de entidades integrantes do fórum em defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes.

Os manifestantes cobram da Prefeitura a apresentação de recursos do chamamento público. “São entidades que participam do chamamento público de 2018. O resultado saiu em setembro de 2018 e o dinheiro não chegou deste recurso para ajudar adolescentes que são cooptados pelo tráfico e pelo crime pela falta de recursos para fazer ações em cada bairro”, explica Renildo Barbosa, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

O diretor da Creche Beneficente Resgatando Vidas, Eduardo Reis, aponta a importância do recurso para o desenvolvimento das ações. “Mais de três mil crianças ficam prejudicadas porque sem o recurso a gente não consegue realizar os projetos para crianças dos bairros periféricos da cidade”.

Márcia Santos, ex-conselheira tutelar, participa do ato em apoio aos representantes das entidades. “Estou aqui para fortalecer as políticas públicas e sociais de crianças e adolescentes. É um projeto de prevenção, então os projetos estão ocupando os espaços”, comenta.

Em nota, a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) informou que na tarde desta segunda-feira, 8, entidades ligadas à promoção, proteção e defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes em Salvador estiveram em reunião com representantes do Fundo Municipal de dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA).

Neste encontro, foi estabelecido um diálogo em prol de aperfeiçoar os esforços já realizados para solucionar as pendências relativas aos projetos sociais, que buscam obter financiamento por meio do edital nº 003/2018.

A secretária Rogéria Santos aponta que as medidas para sanar as pendências estão sendo tomadas. “Estaremos buscando otimizar o processo de liberação do financiamento destes projetos.  Estas entidades vêm demonstrando compromisso com nossas crianças e adolescentes, neste sentido estamos primando pela legalidade, mas com maior celeridade possível, pois essa demanda social é urgente. Em Salvador, crianças e adolescentes são prioridades para o poder público municipal”, explica.

A SPMJ entregou nesta terça, as diligências nas sedes das entidades que não puderam comparecer à reunião nesta segunda.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Destaque do Dia
Comentários fechado.

Vejam também

Zoológico de Paris apresenta ser vivo unicelular, sem cérebro e com 720 sexos

Um zoológico de Paris apresentou, nesta quarta-feira, um novo organismo misterioso. Apelid…