Home Destaque do Dia Senado pode votar hoje aumento para ministros do Supremo

Senado pode votar hoje aumento para ministros do Supremo

3 min read
0
0
0

BRASÍLIA – O Senado pode votar nesta quarta-feira dois projetos de lei que garantem aumento para ministros do Supremo Tribunal Federal ( STF ) e para o Procurador-Geral da República, o que pode provocar um efeito cascata no contracheque do funcionalismo público. Caso aprovados, as duas remunerações sobem de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O aumento no salário dos ministros e da procuradora-geral têm repercussão na categoria e provoca reajustes entre magistrados e também no Ministério Público Federal. Como o vencimento dos ministros do STF serve como teto para o funcionalismo federal, o aumento também afeta o Poder Executivo.

As duas propostas são de 2015 e estavam na gaveta da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) desde 2016. Ontem, os senadores aprovaram requerimento de urgência para apreciá-las em plenário. Os textos já foram aprovados na Câmara e, depois de aprovados na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, ficaram paradas na CAE. O relator das duas matérias no colegiado, senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), deu parecer contrário a elas. Sem votação na CAE, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), pautou a urgência para o plenário ontem.

Em seu relatório na CAE, Ferraço destacou que o reajuste no subsídio dos ministros do Supremo “resultará em um impacto bilionário nas contas públicas da União, dos Estados e dos Municípios”. “A partir da sua aprovação, abre-se a porta para que sejam reajustados todos os demais salários no setor público, inclusive os salários de deputados e senadores, o que sabemos, historicamente acontece em um segundo momento”, ressaltou o senador.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Redação
Carregar mais em Destaque do Dia
Comentários fechado.

Vejam também

Alunos do projeto MUAYTHAI da BCS URUGUAI recebem instrução de primeiros socorros

Na tarde dessa terça-feira foi realizada uma palestra sobre noções básicas de primeiros so…