Home Bahia Sucessora de Mãe Stella: Ana de Xangô é a nova líder do Afonjá

Sucessora de Mãe Stella: Ana de Xangô é a nova líder do Afonjá

5 min read
Comentários desativados em Sucessora de Mãe Stella: Ana de Xangô é a nova líder do Afonjá
0
252

O terreiro Ilê Axé Opó Afonjá já tem uma nova líder. Ana de Xangô, 53 anos, foi escolhida em jogo de ifá na manhã deste sábado (28) como nova líder religiosa do terreiro. A decisão acontece um ano depois da morte de Mãe Stella de Oxossí.  Ana foi iniciada no candomblé há 31 anos.

O jogo foi feito por Balbino Daniel de Paula, o Obaràyí, conforme o CORREIO havia sinalizado que seria. Ele também esteve presente na escolha de Stella. Pai Balbino é uma das maiores autoridades masculinas dos candomblés do Brasil. Babalorixá do Terreiro Aganju, em Lauro de Freitas, ele foi iniciado por Mãe Senhora, a terceira Mãe de Santo na linha sucessória do Afonjá.

Foi o machado de Xangô, orixá da Justiça e patrono do Ilê Axé Opô Afonjá, que decidiu a sucessora de Mãe Stella de Oxóssi – nascida Maria Stella de Azevedo Santos.
O jogo de Ifá é tido como um jogo de complicada interpretação, apenas para estudiosos e pessoas com largo conhecimento da religião. Foram feitos três jogos dentro do barracão aberto aos filhos de santo da casa no barracão no terreiro. Ele jogou a primeira vez e falou que seria um jogo de felicidade e uma sucessão de muita tranquilidade. Em seguida, no segundo jogo foi dito que seria uma pessoa de Xangô. Nesse momento, Obaràyí saiu do barracão com algumas pessoas e foram para a casa de Xangô, que fica dentro do terreiro para ser feita a confirmação do nome. Depois, ele retornou para o barracão e fez o anúncio para as pessoas que estavam no local.

O funil espiritual inicialmente indica qual “odu”, ou seja, qual caminho ou destino tem a nova ialorixá. Depois, um novo jogo indica qual orixá é dono do ori (cabeça) da pessoa. Muitos então são “eliminados”. De acordo com a queda dos búzios, os que ficam são confirmados ou não. No final, sobra uma pessoa e Xangô dá o veredicto. Hoje, Ana de Xangô foi a escolhida.

Um ano depois da morte de Stella, com a suspensão do calendário litúrgico do terreiro por todo esse período, somente neste sábado (28) pôde ser realizado o jogo.  Na verdade, seria no dia 27, quando se encerra o axexê. O ritual fúnebre dos candomblés da nação ketu é realizado quatro vezes após a morte da líder do terreiro: nos sete dias seguintes ao falecimento, nos sete dias antes de completar três e seis meses do falecimento e nos sete dias antes de completar um ano do falecimento.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Bahia
Comentários fechado.

Vejam também

Alisson quer reeditar parceria com Léo Ceará no Vitória

Apresentado oficialmente pelo Vitória nesta segunda-feira (20), o atacante Alisson Farias …